DESPERDÍCIO DE COMIDA

Uma quantidade enorme de comida é desperdiçada todos os dias

Todos os anos, 30% da produção anual de alimentos vai pelo ralo. Enquanto cerca de 800 milhões de pessoas passam fome, o consumidor final joga fora até 115kg de comida, segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Em termos energéticos, somente nos Estados Unidos, tudo que é dispensado equivale a 1.217 kcal por pessoa, ao dia. No Brasil, na fase de venda, o desperdício corresponde a 22 bilhões de calorias anualmente.

Falar em energia, porém, pode não ser a melhor maneira de dimensionar esse problema. Foi o que pensou uma dupla de pesquisadoras do Centro por um Futuro Habitável da Universidade de Johns Hopkins, em Baltimore (EUA). Para combater o desperdício, elas decidiram pintar esse quadro com outras tintas.

Roni Neff, professora da Faculdade Blomberg

No lugar das perdas calóricas, calcularam o que se deixa de consumir do ponto de vista nutricional. Em um estudo publicado no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, Marie L. Spiker e Roni A. Neff se debruçaram sobre diversas tabelas e calcularam o quanto de fibras, calorias, proteínas e minerais são dispensados apenas no fim da cadeia de produção alimentar, que envolve a parte de venda e do consumo.

“Quisemos olhar para os nutrientes porque o que estamos jogando fora é comida boa e saudável”, explica Roni A. Neff, professora da Faculdade Bloomberg de Saúde Ambiental e Engenharia, que coordenou o estudo. “Quando você olha para calorias, as pessoas não necessariamente têm essa dimensão, porque os alimentos mais importantes em termos nutricionais são relativamente pouco calóricos. Justamente os alimentos que mais precisamos consumir são aqueles indo para o lixo”, lamenta.

No estudo, as pesquisadoras calcularam o valor nutricional do desperdício alimentar no fim da cadeia de 2.143 commodities em 2012, usando dados do Departamento de Agricultura dos EUA. Elas se concentraram em 27 nutrientes e descobriram que o total de comida jogada no lixo pelos norte-americanos naquele ano continha 1.217 calorias, 33g de proteína, 5,9g de fibra dietética, 1,7 microgramas de vitamina D, 286mg de cálcio e 800mg de potássio — os dados são por pessoa, por dia.

“O que descobrimos foi que os alimentos jogados fora contêm os nutrientes que, particularmente, ingerimos pouco. Por exemplo, por dia, o desperdício de fibra alimentar é de 6g. A ingestão recomendada para uma mulher adulta é 25g. Por ano, estamos perdendo 1,8 bilhão de gramas de fibras, o que é comparável ao total recomendado para 73,6 milhões de mulheres”, diz a pesquisadora Marie L. Spiker, principal autora do artigo. Nos Estados Unidos, esse é um dos nutrientes consumidos em quantidade menor do que o necessário para manter a saúde digestiva. “As americanas ingeriram 8,9g de fibra por dia em 2012. Naquele ano, o que foi para o lixo preencheria o gap nutricional de 206,6 milhões de mulheres.”

Fonte: Jornal Correio Braziliense – 21/05/17

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *