QUER LIMPAR SUA CIDADE?

LIMPEZA PÚBLICA: Tudo começa em casa

São com as pequenas atitudes individuais que fazemos a diferença, vamos trabalhar juntos para cuidar do lugar em que vivemos! Abaixo, algumas dicas de hábitos a serem cultivados para ajudar na preservação do nosso ambiente:

Tudo começa dentro de casa…

– Separe o seu lixo em orgânico, seco e reciclável. Caso tenha jardins, vasos de plantas ou áreas verdes, tente aproveitar o seu descarte de fácil decomposição. Se por acaso passar algum catador informal de recicláveis na sua rua, tente combinar com ele a entrega do material. Muitos condomínios já possuem coleta seletiva, tanto de casas quanto de prédios residenciais, então se esse for o seu caso, busque se informar na portaria e participe ativamente desse processo.

– Se tiver pilhas, baterias, pneus e lâmpadas fluorescentes para descartar, pratique a logística reversa: entregue o material no estabelecimento comercial em que foi realizada a compra. O mercado ou loja é responsável por devolver o lixo ao fabricante, que por sua vez decide se vai reaproveitar ou destinar para o descarte de forma mais adequada.

– Ponha o lixo residencial em sacos plásticos bem amarrados e não ultrapasse as capacidades de peso e volume dos recipientes. Isso evita que eles rasguem durante o transporte.

Saber o horário do Caminhão de Coleta é importante

– Verifique como funciona o processo de recolhimento de lixo no seu condomínio ou prefeitura e busque seguir as regras estipuladas. Caso não haja containers internos no prédio, é interessante criar o hábito de descer todos os dias com os detritos, para descartar em um contentor público. Se morar em casa, coloque os lixos na porta apenas nos dias e horários da coleta. Assim, você evita que animais e outros fatores acabem por rasgar os sacos e espalhar o lixo, da mesma forma que remove um foco visual de acúmulo de sujeira, ou seja, vai dificultar que passantes depositem seus detritos na porta da sua casa.

– Se for começar uma obra na sua casa ou apartamento, saiba que o material proveniente de sobras de construção ou de reformas são responsabilidade do morador que a realizou. Logo, antes de iniciar o serviço, contrate uma empresa credenciada para recolher as sobras, garantindo o transporte e a destinação corretos e evitando o acúmulo de resíduos em via pública, assim como bueiros entupidos. Esse procedimento também deve ser realizado em caso de atividades de poda no terreno da sua casa.

– Nunca jogue lixo, móveis ou eletrodomésticos em rios, lagos, canais ou encostas. Isso é crime ambiental. Então, além de ir preso, você pode causar inundações, alagamentos e cheias em período de chuva.

– Se presenciar descartes inadequados no seu bairro, denuncie! Lembre-se que ficar omisso diante de uma situação de abuso e desrespeito da lei é ser conivente com aquela atitude.

…E a rua é uma extensão da casa

– Não descarte seu lixo fora de lixeiras e, por mais que haja acúmulo de detritos no local, guarde o material com você até achar um depositório ideal. É importante entender que as ruas por onde você passa são a extensão da sua casa, é o lugar em que você mora. Se você não joga lixo em cantos da própria residência, não faz sentido ter esse tipo de atitude nos lugares por onde passa todos os dias, que compõem sua rotina e fazem parte da sua vida. E não pense que “só um papelzinho” não faz diferença, porque se todo mundo pensasse dessa forma, seriam 7 bilhões de papéis. Sem contar que, ao se policiar para sempre buscar um local adequado de descarte, evitará bueiros entupidos e melhorará a vida de milhares de garis, que poderão se dedicar ao recolhimento de folhas e seleção de material reciclado. Outro benefício muito importante é a redução dos custos públicos com a limpeza urbana, permitindo a aplicação de recursos em outras áreas, como saúde, educação e infraestrutura. Seja um cidadão consciente!

Recolher as fezes dos animais de estimação também é um processo de limpeza

– Ao passear com o seu animal de estimação, recolha as fezes e descarte de forma adequada, dentro de saquinhos ou enrolada em jornal.

– Se for proprietário de um automóvel, é interessante ter um saquinho de lixo preso à marcha do carro, para que você não sinta a necessidade de jogar descartes pela janela enquanto dirige. Além disso, não estacione em cima da calçada, manter a ordem e respeitar as leis é extremamente importante para encorajar as pessoas que passam a se importar com o ambiente.

– Sempre que possível, recolha o lixo de lugares por onde passa, como a calçada da entrada de casa, restaurantes e ambiente de trabalho.  Não custa nada e é uma atitude que faz com que todos que estão ao seu redor passem a refletir e talvez deixem de jogar detritos ali. Recolher a bandeja do almoço também é uma ótima forma de ajudar a manter o ambiente em ordem e dar o exemplo para outras pessoas.

– Tente manter a aparência de limpeza dos lugares. Rachaduras nas paredes, mofo, pichações e pintura envelhecida são relacionados com um ambiente descuidado, o que inconscientemente faz com que as pessoas que passam não tratem com o devido valor. Cuide do aspecto das paredes da sua casa e avise a prefeitura a respeito de lugares públicos que estejam com cara de abandonados, para que sejam tomadas as devidas providências. Incentive também os seus vizinhos a fazer o mesmo, reclamações coletivas costumam ter maior impacto na pauta de atividades da administração pública.

Agora que você já sabe como é fácil iniciar um movimento para manter a cidade limpa, que tal colocar essas pequenas atitudes em prática? Para mudar o mundo é preciso dar o primeiro passo: começar mudando a si mesmo!

Fonte: Correio Braziliense – Edição 15.09.17

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *