NOVIDADES QUE JÁ ESTÃO POR AÍ

Rosana Silvério: “Faço mais do que
tarefas domésticas”.

Era preciso ter fôlego de atleta para manusear as primeiras furadeiras elétricas, em 1917: elas pesavam quase 20 quilos. Uma nova leva de ferramentas sepultou de vez a era da força física e trouxe inovações que fazem a diferença na vida doméstica.

As melhores furadeiras são hoje movidas a bateria, acumularam a função de parafusadeiras e pesam menos de 2 quilos. Dessa nova linhagem de ferramentas, especialistas escolheram para avaliar aquelas que, segundo eles, têm serventia a um número maior de pessoas – e não apenas a um círculo restrito de adeptos da marcenaria. Estão também entre as mais vendidas no Brasil. Na lista, aparecem, além das levíssimas furadeiras, trenas automáticas a laser (um avanço e tanto em relação às velhas fitas métricas de metal) e detectores digitais de canos (que nem sempre funcionam, como alertam os peritos no assunto). Eis as avaliações. 

MICRORRETÍFICA

Como é: espécie de canivete elétrico tamanho família, reúne as funções de até 150 diferentes ferramentas. Presta-se a uma variedade de tarefas domésticas, como amolar facas, polir torneiras e lixar móveis.

Comentário dos especialistas: devidamente testada, a ferramenta se sai bem em todas as funções que promete executar – nem os menos habilidosos têm dificuldade em lidar com ela


Modelo indicado: Dremel Stylus (sem fio)

Preço: R$ 260,00 (o kit básico com vinte acessórios) 
TRENA A LASER
Como é: substitua das velhas trenas de metal, essa vem com um sensor a laser que mede em cinco segundos áreas de 10 metros quadrados – feitas manualmente, as medições podem consumir horas numa reforma.
Comentário dos especialistas: a precisão da ferramenta é de 100% – já com o processo manual são bem maiores as probabilidades de falhas nas medidas.
Modelo indicado: Bosch DLE 50
Preço: R$ 190,00

DETECTOR DIGITAL DE CANOS

Como é: ele rastreia, por meio de um sensor a laser, se há canos ou fios elétricos no local que se pretende furar (o que poupa alguns dos acidentes domésticos mais comuns envolvendo furadeiras).

Sem essa ferramenta, resta consultar a planta original do imóvel – nem sempre fácil de achar


Comentário dos especialistas: a ferramenta funciona bem em prédios construídos até a década de 70. Os canos, a partir de então, passaram a ser de PVC (e não de metal) e por essa razão os detectores não conseguem flagrá-los – apesar de a propaganda não alertar para esse fato

Modelo indicado: Skil 550

Preço: R$ 250,00

FURADEIRA COM PARAFUSADEIRA SEM FIO 

Como é: difere das furadeiras convencionais basicamente por ser movida a bateria e por agregar a função de parafusadeira. É uma ferramenta “de impacto”, o que, numa tradução do jargão da marcenaria, significa que consegue furar as superfícies mais resistentes.


Comentário dos especialistas: tais ferramentas são “incrivelmente” fáceis de manusear (a razão objetiva: elas têm menos da metade do peso das versões tradicionais). Depois de três horas de uso, é preciso recarregar as baterias.

Modelo indicado: Black&Decker, HP 120K

Preço: R$ 400,00 (média)

NIVELADOR A LASER

Como é: antes de pendurar prateleiras e quadros, o aparelho avisa se, no lugar escolhido para o furo, eles estarão perfeitamente nivelados com o chão – ou se precisam ser deslocados para que não fiquem tortos na parede


Comentário dos especialistas: ainda que a ferramenta funcione na base de tentativa e erro (é preciso acioná-la várias vezes até que indique o lugar perfeito para o furo), trata-se de um avanço em comparação com os velhos niveladores. Enquanto eles fazem medições com a ajuda de uma bolha d’água – cuja leitura pode falhar em razão do ângulo pelo qual se olha –, o  sistema a laser tem precisão de 100%.

Modelo indicado: Dewalt

Preço: R$ 450,00

Para a estrada
Duas das ferramentas que podem salvar os motoristas numa situação incômoda ao volante: quando o pneu fura. Ao mantê-lo cheio de ar (ainda que por pouco tempo), elas ajudam a prevenir acidentes provocados pelo súbito esvaziamento – e proporcionam a chance de trocar o pneu num lugar mais aprazível do que uma estrada escura. Como funcionam:

GEL SELADOR

O que é: solução química aplicada dentro do pneu por meio da válvula de ar. Reveste toda a superfície interna.


Quando o pneu fura… o tal gel cobre automaticamente o rasgo, o que impede a saída de ar do pneu. A duração do remendo varia de acordo com a qualidade da estrada e o clima – resiste por pelo menos 30 quilômetros.

Preço: de R$ 20,00 a R$ 30,00 por pneu (dura uma vez só)

CALIBRAMENTO AUTOMÁTICO

Como funciona: sensores colocados no painel da cabine ficam conectados aos pneus e aos freios por meio de um sistema elétrico. Eles fazem o monitoramento da pressão.


Quando o pneu fura… o sensor logo detecta a perda brusca de pressão e puxa automaticamente o ar do sistema de freios. O pneu volta a ficar cheio por mais 100 quilômetros, em média. Só está disponível no Brasil para ônibus e caminhões.

Preço: R$ 1.000,00

Fonte: Revista Veja – Edição 2027 – pag. 146. 


VITÓRIA PASSOS DE SAPUCAIA DO SUL 
NA FINAL DO PROGRAMA “ASTROS” DO SBT
Depois de receber todos os elogios possíveis no programa Astros do SBT, a sapucaiense Vitória Passos descansa a beleza para participar da semifinal do programa. Sempre cercado de muito sigilo, a produção do programa começou a chamar os primeiros candidatos que passaram para a semifinal.
Até o momento foram realizados dois programas, com a classificação de dois candidatos para a final.
Vitória já escolheu a música que irá interpretar na sua apresentação e encaminhou para a produção. São eles que irão dar o aval para a escolha da cantora. Segundo o pai da artista, Paulo Passos, a cantora está ensaiando muito para conseguir ir para a final.
Na classificatória Vitória tocou os jurados com sua interpretação. “Isso é artista. Quando chega no palco, chega brilhando. Não faz firula besta e entrega o que tem que entregar. Tô de boca aberta com essa guria”, afirmou o produtor musical e jurado do Astros Carlos Miranda.
Fonte: Folha do Povo – Sapucaia do Sul-RS  Edição 269

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *