O ÁLCOOL E AS DIETAS

Em tempos de Carnaval, nunca é demais esclarecer algumas questões relacionadas aos excessos comuns da época. Por isso, o assunto de hoje pode melhorar o entendimento das pessoas em relação ao consumo de bebidas alcoólicas concomitante com as dietas. 

O consumo de bebidas alcoólicas é comum nesta época do ano 

Seguir as dietas à risca para alguns já é algo muito difícil. Quando se tem que cortar as bebidas alcoólicas, que para muitos faz parte de comemorações e encontros, fica ainda mais complicado. Porém, assim como os alimentos gordurosos elas são grandes sabotadores e responsáveis pelo aumento de peso ou dificuldade em diminuí-lo.
O nutricionista clínico e funcional, Dr. Fábio Bicalho, explica por que o álcool prejudica o organismo e como ele é absorvido. “O etanol vai para o estômago e para o intestino delgado através da boca e esôfago. Há uma enzima na parede do estômago, o álcool desidrogenase, que degrada uma quantidade do álcool. Quanto mais álcool degradado, menos vai para o sangue. A maior parte do álcool ingerido é absorvida pelo intestino delgado e vai diretamente para a corrente sanguínea. Apenas uma pequena proporção da quantidade de álcool absorvida é removida do corpo através da urina, suor e respiração. A maior parte do álcool continua a circular no sangue até que seja gradualmente processado pelo fígado”, diz.

Dr. Fábio Bicalho – Nutricionista

Ele ainda afirma que o etanol é uma caloria vazia e que não possui nutrientes para o corpo, por isso contribui para o aumento de peso, além de afetar o organismo e prejudicar na absorção dos nutrientes oriundos de outros alimentos. “O organismo entende o álcool como tóxico e leva à excreção de outros nutrientes da dieta. Isso afeta o metabolismo e o crescimento de massa muscular, além de gerar desidratação e queda de desempenho”, afirma o Dr. Bicalho.
Para as mulheres o álcool se torna ainda mais prejudicial, de acordo com o nutricionista. “As mulheres possuem menos enzimas para degradar o etanol e também menos massa para processar o mesmo, favorecendo o aumento de peso pelo consumo de caloria vazia”, conta.
Não há uma quantidade máxima de álcool recomendada ou que possa ser ingerida. O Dr. Bicalho diz que isso depende do biótipo de cada pessoa, mas que uma taça de vinho por dia ainda é considerada saudável. Os que ingerem mais do que isso precisam se precaver para compensar o mal que as bebidas alcoólicas fazem ao organismo. Para o nutricionista o ideal é “se hidratar bem com água antes, durante e depois do consumo de bebidas alcoólicas, procurar se alimentar para evitar exageros e ainda consumir chás depuradores como boldo, carqueja e alcachofra após o consumo de álcool”.

As reações do organismo feminino diante das bebidas alcoólicas
O Dr. Bicalho ainda comenta sobre outros erros que as mulheres cometem quando estão de dieta e alerta para fugirem disso: “ficar várias horas sem comer, se alimentar com alimentos industrializados ricos em sódio e aditivos químicos, ter uma dieta pobre em nutrientes sem frutas, legumes, verduras e rica em calorias danosas com gordura saturada ou similar”.
Fonte: www.bolsademulher.com
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *