OS LEÕES NA LISTA DA EXTINÇÃO

LEO2

Os leões africanos estão ameaçados de extinção.

Rei dos animais está ameaçado pela diminuição do seu habitat, pela caça ilegal e pelo comércio de partes do seu corpo. Segundo pesquisadores da Universidade de Oxford, a espécie só tem chance de sobreviver em reservas. Sua aparência é forte, majestosa e exala elegância e serenidade. Em muitos países, como a China, leões de pedra ladeiam as entradas. Eles simbolizam o poder dos proprietários, afastando as más influências. Para os leões de verdade, no entanto, as coisas andam ruins. É o que foi constatado por pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

LEO3

Arnulf Köhncke, especialista da organização WWF

O processo começou há muito tempo: durante a última era glacial, esses predadores foram morrendo aos poucos no continente americano, na Sibéria, na Europa e na Ásia Ocidental. As populações de leões asiáticos foram extintas somente no século passado – com exceção dos remanescentes no Parque Nacional da Floresta de Gir, na Índia. Os restantes 23 mil representantes da espécie que vivem na natureza – cujo habitat na África são principalmente as savanas subsaarianas – também estão ameaçados de extinção, advertem os cientistas, que compararam estudos dos últimos 25 anos relativos a 47 regiões africanas.

De acordo com a avaliação estatística, esse desenvolvimento é dramático principalmente na África Central, Oriental e Ocidental. Se nos últimos 35 anos o número de leões caiu pela metade, nos próximos 20 anos as populações deverão encolher novamente na mesma proporção. Pesquisadores da organização de proteção a grandes felinos Panthera chegaram a resultados semelhantes. “Isso acontece porque o território é de grande importância para os grupos de leões”, explica Arnulf Köhncke, especialista em preservação de espécies da organização de proteção ambiental WWF.

LEO4

África, o continente de origem dos leões.

“Eles precisam de uma área de no mínimo cem quilômetros quadrados para a caça de zebras, búfalos e kudu [espécie de antílope]. Se fazendeiros utilizam a terra para a criação de gado, isso afasta as presas dos leões”, explica Köhncke. Tem início então um círculo vicioso, pois os leões passam a matar gado e cabras – fontes de renda das pessoas. Elas então matam os leões por vingança – ou por se sentirem pessoalmente ameaçadas.

Köhncke argumenta ainda que a pressão dos agricultores por novas terras é prejudicial à estrutural social dos leões machos: “Os animais jovens são obrigados a migrar para estabelecer novos bandos. Mas, se os territórios ficam cada vez menores, eles não são mais capazes de fazer isso.” Além da transformação do habitat natural, a caça ilegal e o comércio de partes do seu corpo para fins medicinais ameaçam a preservação do rei dos animais.

Doenças também enfraquecem as populações de leões, como a tuberculose provocada por bactérias ou a síndrome de imunodeficiência felina, causada pelo vírus FIV, semelhante ao HIV que ataca os humanos. Até hoje não há vacinas contra ambos os agentes patogênicos.

Fonte: portal rebia.org.br

QUEM É O TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE

MEIO5

Os profissionais com este perfil atuam no atendimento dos problemas ambientais e na promoção do desenvolvimento sustentável. Participam da elaboração e implementação da política do meio ambiente, realizam coletas, armazenam e interpretam informações, dados e documentos ambientais, auxiliam na elaboração, acompanhamento e execução de sistemas de gestão. Atuam ainda na educação ambiental, identificam as intervenções ambientais, analisam suas consequências e operacionalizam a execução de ações para preservação, conservação, otimização e minimização dos seus efeitos.

A UNIPACS disponibiliza o Curso Técnico em Meio Ambiente nas suas unidades de Esteio e Taquara. Peça mais informações pelos fones (51) 3473-0178 para ESTEIO e (51) 3541-2441 para TAQUARA.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *