SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NA REUNIÃO PEDAGÓGICA



Professores e professoras no auditório da Escola em Esteio



Na última quinta-feira, dia 21 de fevereiro, aconteceu a Reunião Pedagógica da unidade de Esteio, no auditório da Escola. Estiveram presentes professores e professoras dos diversos cursos, apresentando sugestões e discutindo estratégias para o ano de 2013. A vice-diretora Cristina Nazário conduziu a reunião salientando os propósitos para o ano que inicia e destacou a importância da atuação docente imbuída do espírito coletivo em prol da qualidade na educação.
No momento seguinte, a coordenação pedagógica trouxe sua contribuição através da pedagoga Tatiane Amaral. Deu as boas vindas a todos os docentes e ressaltou o papel do professor em sala de aula, como agente da transformação dos educandos.
Num momento posterior, o convidado da noite foi o Sr. Cristiano Borges, especialista em Segurança da Informação. Iniciou o palestrante falando sobre o uso ético da tecnologia da informação. Disse ele que a atual geração possui muita habilidade técnica no lidar com as ferramentas da informação. Todavia, é uma geração extremamente negligente nas habilidades sociais. Exemplificou dizendo que muitas vezes deixa de falar com colegas bem próximos e dá preferência no envio de mensagem eletrônica, restringindo desta forma o valor do contato social.
As rede sociais são meios de grande exposição
da vida privada 
Cristiano também falou da importância do professor como exemplo. Falou da postura deste profissional, e do quanto ela influencia e modela comportamentos na Escola.  Segundo ele, “no mundo virtual os professores precisam continuar a ser bons exemplos, e devem se policiar para não comprometerem suas imagens perante seus alunos”. Os alunos em tempos passados pouco conheciam da vida privada de seus professores. Com o advento da TI hoje os alunos podem seguir os passos do professor durante os finais de semana, durante as férias e em vários momentos de sua trajetória particular.
Falando sobre o professor e o uso da tecnologia, o palestrante enfatizou que a tecnologia precisa ser incorporada de fato no currículo escolar e não ser vista apenas como um aparato ou recurso marginal. Ou seja, é preciso construir conteúdos inovadores que utilizem todo o potencial das tecnologias.
Marcelo Nascimento é considerado 
um dos maiores estelionatários
Finalmente, Cristiano falou da preocupação com a segurança da informação e dos casos de pornografia e pedofilia, do racismo e da incitação criminal pela rede, da intolerância religiosa, da xenofobia e da homofobia. Falou também dos quatro Os Que norteiam as Políticas de Segurança: a Promiscuidade, a Permissividade, a Prudência e a Paranóia. Ao exemplificar os casos de mau uso da Internet, trouxe o caso da atriz Carolina Dickman, que teve imagens divulgadas sem autorização nos meios sociais e do conhecido caso do estelionatário Marcelo Nascimento, que já se passou por filho do dono da GOL (sendo inclusive entrevistado equivocadamente pelo colunista social Amaury Junior), guitarrista do Engenheiros do Hawai e Líder do PCC. Cristiano ainda destacou os cuidados que se deve ter com as senhas.
No encerramento o debate foi aberto aos professores, que puderam fazer perguntas ao especialista. Depois das respostas e da elucidação das dúvidas, agradeceu a participação de todos e colocou seus contatos à disposição. A vice-diretora Cristina Nazário agradeceu a exposição de Cristiano Borges e fez a entrega de uma lembrança em nome da Escola.  
Cristiano recebe uma homenagem da Unipacs 
A noite foi encerrada com uma troca de informações pelos professores, com a mediação da coordenação pedagógica da Escola.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *